30M | Trabalhadores em Educação da UFMA voltam às ruas contra os cortes na Educação Pública e em defesa da Previdência Social



Trabalhadores em Educação da UFMA liderados pelo Sintema participaram, nesta quinta-feira (30), do ato de paralisação convocado pelas entidades estudantis UNE e UBES, em todo o Brasil. Em São Luís, as atividades foram iniciadas logo cedo, com a Mostra Ciência na Rua, e à tarde, com a grande Marcha em Defesa da Educação e Contra a Reforma da Previdência, pelas ruas do Centro Histórico da Capital.

 

Os TAES se concentraram em uma tenda montada na Praça Deodoro, com a participação dos professores e estudantes da Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

A Mostra Ciência na Rua levou para a Praça Deodoro, projetos e experiências trabalhadas por estudantes, técnicos e professores nas universidades públicas maranhenses. Estudantes da UEMA, e IFMA´s de todo o Estado também marcaram presença.

À tarde, as 15h, os trabalhadores seguiram da Praça Deodoro, pelas ruas do Centro Histórico da Capital maranhense, em um grande Ato em Defesa da Educação Pública, que reuniu cerca de 25 mil trabalhadores, estudantes e integrantes dos movimentos sociais.

Para o presidente do Sintema, Ademar Sena de Carvalho, a mobilização conseguiu unificar as pautas e um grande número de pessoas, que na avaliação do sindicalista, foi uma das maiores paralisações dos últimos anos realizada na cidade. “Vamos continuar pressionando os parlamentares para rejeitar as medidas que querem destruir a aposentadoria. Também vamos manter a pressão para garantir mais recursos para a educação, rumo a greve geral da classe trabalhadora no dia 14 de junho”, avaliou Sena.

AGRADECIMENTO – O sindicalista também agradeceu a presença massiva dos trabalhadores em educação nos dois momentos da mobilização. “Estamos de parabéns e vamos seguir unidos e na luta”, finalizou o presidente do sindicato.

Participaram da mobilização, dentre outros, a CTB; Apruma; Sindufma; sindicatos de trabalhadores ligados à Educação Pública; grêmios estudantis; professores universitários; UNEGRO; União Brasileira de Mulheres – UBM; artistas e movimentos sociais em geral.

Imprensa Sintema.

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

14 DE JUNHO | Sintema convoca categoria para a Greve Geral dos trabalhadores