Após diversas manobras, governo aprova PEC 32 na Comissão Especial



Em sua sétima versão, após muita manobra do governo para contornar a pressão das trabalhadoras e trabalhadores do serviço público, a PEC 32 (Reforma Administrativa) foi aprovada na última quinta-feira (23/9), na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, e agora segue para o plenário. O texto recebeu 28 votos favoráveis e 18 contrários.

A pressão das servidoras e dos servidores foi de extrema importância para atrasar a votação do relatório, sendo que o relator, Arthur Maia (DEM-BA), chegou a alterar o texto sete vezes e garantir benesses para agradar e atrair a base do governo. Em outra manobra, o governo substituiu deputados que participam da Comissão Especial que votariam contra o relatório por outros que apoiam o texto.

O texto aprovado permanece prejudicando atuais e futuros servidores públicos, busca a precarização, a privatização dos serviços e o total desmonte do Estado. A sociedade brasileira será a principal afetada.

As entidades do Fonasefe e as centrais sindicais permanecem mobilizadas para derrubar a reforma administrativa. Nesta terça-feira (28/9), novos atos serão realizados: pela manhã, as trabalhadoras e trabalhadores realizam a recepção dos parlamentares no Aeroporto Internacional de Brasília e a partir das 14h inicia a vigília no Anexo II da Câmara dos Deputados. Manifestações virtuais também estão programadas, marcando os parlamentares nas redes sociais.

A FASUBRA Sindical participou de toda a jornada de lutas contra a PEC 32. As entidades mantiveram o tom elevado nas manifestações no aeroporto de Brasília, no Anexo II e também nos corredores da Câmara, acompanhando todo o processo e pressionando as deputadas e deputados.

A votação no plenário ainda não tem data marcada e o governo não tem garantidos os 308 votos necessários para a consolidação do seu projeto de destruição dos serviços públicos. Essa dificuldade do governo só aumenta com as mobilizações e unidade das três esferas do serviço público.

A Direção da FASUBRA mantém a orientação para que as entidades de base intensifiquem as ações nos estados e municípios, participando dos atos de rua, seguindo os protocolos sanitários, denunciando a PEC 32 em outdoors, busdoors, participando de atos em aeroportos e escritórios políticos dos parlamentares com carros de som e palavras de ordem. Também é crucial manter as mobilizações virtuais, enviando e-mails e mensagens no Instagram, Whatsapp, Facebook e no Twitter.

A Direção Nacional da FASUBRA continuará com representação em Brasília, para acompanhar a tramitação da Reforma Administrativa, em vigília sistemática. O recado aos parlamentares é claro: SE VOTAR, NÃO VOLTA! O ato do dia 02 de outubro também cumpre papel fundamental nessa conjuntura para aumentar o desgaste do governo e a pressão nos parlamentares para derrotar a PEC 32.

Veja o substitutivo aprovado na íntegra.

Foto de capa: Ato no aeroporto.

Fonte: Fasubra.

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

Sintema participa de ato contra a PEC 32 no Aeroporto de São Luís