Calendário acadêmico da UFMA será retomado em setembro



SÃO LUÍS – Após reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, ficou aprovada no dia 17 de julho, a resolução nº 2078, que regulamenta o ensino emergencial remoto ou híbrido na UFMA durante período de pandemia do novo coronavírus.

Segundo o calendário acadêmico, o primeiro semestre de 2020, retornará no dia 14 de setembro e vai até o dia 19 de dezembro. No período de 9 a 11 de setembro, será a acolhida virtual, realizada por cada curso de graduação.

As atividades acadêmicas serão de forma remota e/ou híbrida, cujo sistema de ensino adotado, temporariamente, visa desenvolver os componentes curriculares possibilitando a interação discente-docente-conhecimento.

O ensino remoto é, prioritariamente, mediado por tecnologias na educação, já o híbrido, realizado de forma planejada, são ações presenciais e remotas, que reduzem a convivência dos envolvidos no mesmo espaço físico, com a finalidade de viabilizar o processo ensino aprendizagem.

A pró-reitora de ensino Isabel Ibarra lembrou que a Universidade tem buscado alternativas para auxiliar, uma delas foi o lançamento de dois editais para inclusão digital dos alunos em vulnerabilidade socioeconômica, incluindo o acesso à internet, com a utilização de chips e entrega de tablets. “Desde maio, a UFMA tem realizado, também, diversos cursos de capacitação para docentes e discentes, por meio da Dinte e da Superintendência de Tecnologia da Informação”, completou.

O primeiro semestre de 2020 será reprogramado em consonância com o calendário acadêmico que foi aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Os colegiados de cada curso de graduação devem definir a oferta e o planejamento acadêmico do processo de Ensino Emergencial Remoto e/ou Híbrido, junto às subunidades acadêmicas, eles podem também cancelar os componentes curriculares que não serão ofertados nesse formato, ofertar novas turmas de componentes curriculares originalmente não previstas, mediante anuência da subunidade acadêmica ofertante, avaliar e/ou alterar o número de vagas originalmente previsto nas turmas que serão ofertadas no formato de Ensino Emergencial Híbrido, entre outras ações que podem ser realizadas por cada curso.

“A maioria dos cursos vai definir que tipo de ensino emergencial será retomado neste momento, se será o híbrido, ou seja parte presencial e parte virtual, para aqueles cursos que possuem mais necessidade de aulas presenciais, como o uso de laboratórios, atividades práticas estágios, ou remota, que serão aulas totalmente virtual, com o uso da internet”, explicou a pró-reitora de ensino Isabel Ibarra.

Ela destaca que, no caso das aulas presenciais, será necessário obedecer à portaria que regulamenta as condições sanitárias, de acordo com a Organização Mundial de Saúde e Secretaria Estadual de Saúde.

Ainda segundo o documento, o segundo semestre de 2020, ocorrerá no período de 8 de fevereiro a 30 de abril de 2021 e a acolhida virtual, será de 1º a 5 de fevereiro. Já o primeiro semestre do período letivo de 2021, está previsto para iniciar no dia 10 de maio.

Clique para acessar a Resolução e o Calendário Acadêmico

 

Fonte: UFMA.

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

RETOMADA | Sintema convoca trabalhadores em Educação para Assembleia Geral Virtual na próxima quinta-feira, dia 6