Sintema conquista espaço para atender trabalhadores em educação na Cidade Universitária Dom Delgado



    A Diretoria do Sintema recebeu oficialmente, nesta segunda-feira, dia 14, uma sala para o desenvolvimento das atividades do sindicato dentro da Cidade Universitária. O espaço destinado ao sindicato fica localizado na Área de Vivência da Biblioteca Central, próximo à Agência do Banco do Brasil. O professor Natalino Salgado, reitor da UFMA, compareceu ao local e fez a entrega aos dirigentes sindicais.  

[caption id="attachment_11311" align="alignnone" width="506"] Créditos: Ascom UFMA.[/caption]

  O presidente do Sintema, Ademar Sena, explica que essa é uma reivindicação da categoria desde a gestão anterior da universidade, e que somente agora se concretizou. “Todas as entidades representativas da UFMA já possuem um local para atender na universidade, e o Sintema também precisava desse espaço para acolher os trabalhadores em Educação”, pontuou.  

[caption id="attachment_11314" align="alignnone" width="510"] Créditos: Ascom UFMA.[/caption]

  Ademar explica que a sala vai passar por uma adequação, para otimizar o espaço e melhor atender os trabalhadores. “Faremos a inauguração tão logo esteja pronta para receber nosso público”, ressaltou.   O reitor também entregou ao sindicato, cerca de 700 máscaras adquiridas pela universidade em parceria com a FIEMA, que serão utilizadas pelos trabalhadores em educação na retomada presencial iniciada nesta segunda-feira, dia 14, na Capital e nos Campi do Interior. O sindicato também conseguiu a realização de 300 testes de Covid-19, para os trabalhadores, que serão feitos no Hospital Universitário.   O Sintema vai iniciar o processo de entrega nos setores da UFMA, oportunidade em que vai verificar as condições de trabalho dispostas nos setores, ouvindo os trabalhadores. – Imprensa Sintema.

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

COMUNICADO | HUPD realiza mutirão de testagem de Covid-19