Comissão Debate Impactos Da Reforma Administrativa Na Educação



A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na segunda-feira (28) para debater os impactos da PEC 32/20, da reforma administrativa, na educação. O pedido para a realização do debate foi feito pelo deputado Professor Israel Batista (PV-DF) e subscrito pelos deputados Danilo Cabral (PSB-PE), Professora Rosa Neide (PT-MT), Tiago Mitraud (Novo-MG), Professora Marcivania (PCdoB-AP) e Rogério Correia (PT-MG). 

“Entendemos que a maior motivação para a propositura da PEC é pautada pela ideologia da atual gestão federal, em uma tentativa de desmoralização dos servidores públicos frente à sociedade, de maneira geral, responsabilizando-os, injustamente, pelos déficits que anualmente o Estado brasileiro enfrenta”, afirma o deputado Professor Israel Batista. 

Foram convidados para o debate: 

– presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Anesp), Pedro Pontual; 

– presidente da Associação dos Diretores e Ex-Diretores das Escolas Públicas da Secretaria de Educação do DF (ADEEPDF), Gicileide Ferreira de Oliveira; 

– presidente da Associação de Servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Assinep), Alexandre Retamal; 

– reitora da Universidade de Brasília (UnB), Márcia Abrahão Moura; 

– reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB), Luciana Massukado; 

– secretário-geral do Sindicado dos Trabalhadores em Escolas Públicas no Distrito Federal (SAE-DF), Denivaldo Alves do Nascimento; 

– diretora do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF), Rosilene Corrêa; e 

– representante do Ministério da Economia. 

evento será realizado no plenário 12, às 9 horas, e terá transmissão interativa. 

Fonte: Blog do Servidor Público Federal via Agência Câmara de Notícias

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

Prova de vida para Aposentados e Pensionistas da UFMA volta a ser exigida