V ENCONTRO DE NEGROS, NEGRAS E MILITANTES ANTIRRACISMOS DA FASUBRA DISCUTE EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA



Aconteceu durante o final de semana, o V Encontro de Negros, Negras e Militantes Antirracismo da Fasubra Sindical, com o tema Educação, Saúde e Segurança: Uma História de Conquistas e Desafios na Promoção da Igualdade Étnico-Racial do Movimento Negro.

O evento contou com a presença do secretário-executivo da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Giovanni Harvey, que saudou os participantes. Ele afirmou ser o debate feito pelos TAEs de importância fundamental, já que a universidade pública é local de debate, onde a militância precisa ser alimentada para gerar políticas públicas que proporcionem melhoria na qualidade de vida da população negra do país.

aberturaencontronegros20131

Os coordenadores da FASUBRA Sindical também saudaram os participantes, resgataram a história da luta de negros e negras no seio da categoria; ressaltaram a necessidade de ampliar a democracia, fortalecer a luta de classes e mobilizar a sociedade para garantir igualitariamente melhoria na qualidade de vida.

Em seguida, foi aberta a mesa de conjuntura. Os palestrantes incentivaram os participantes a fortalecer em cada sindicato do país a luta em prol das demandas de negros e negras, além de exercer pressão sobre os poderes constituídos para forçá-los a formular políticas que diminuam as distorções sociais e principalmente, a discriminação do povo negro.

Outros temas abordados foram a dívida histórica do país para com negros e negras; aspectos econômicos que ressaltaram o capitalismo como vilão que impede o avanço das políticas sociais não só no Brasil como no mundo; necessidade de mobilização da categoria para realizar o enfrentamento; aplicação dos royalties do petróleo na educação; auditoria da dívida pública; protestos realizados desde junho; afirmação de identidade dos trabalhadores e trabalhadoras no ambiente de ensino; conquistas advindas da luta desse segmento dos TAEs; envolvimento dos jovens na luta, política de cotas e mobilização da militância.

O período da tarde foi aberto com a apresentação cultural do artista GOG, representante do movimento Hip Hop. Em seguida, o temário discutido foi segurança pública. A palestrante Jupiara G. de Castro proferiu palestra que abordou cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente, juventude e drogas, violência de gênero e LGBT, maioridade penal no Brasil e segregação urbana.

Após a apresentação, foi aberto debate com os participantes do evento que só concluíram os trabalhos no início da noite.

Dando sequência às atividades, o supervisor técnico do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Sócio-Econômicas (Dieese), Max Leno de Almeida, fez análise da conjuntura internacional e nacional, abordando aspectos da política econômica e seus impactos para o mundo do trabalho. Leno apresentou dados estatísticos, com recorte de raça/gênero, revelando que a categoria é eminentemente feminina, está localizada na faixa acima de 45 anos e os maiores salários localizam-se na faixa de quem trabalha há mais de 120 meses. Depois da apresentação do Dieese, foi aberto espaço para a intervenção dos participantes.

 

Com informações do Portal Fasubra.

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *

Receba nossas notícias

Verifique sua caixa de email

em cima da hora:

Nota de Esclarecimento | Sintema, Assuma, AAUFMA e Sindufma